Pesquisar este blog

segunda-feira, 25 de maio de 2009

The Search I.S.A



Fala, pessoal.

Complementando as fotos postadas mais abaixo pelo nosso amigo aventureiro Danielsson, seguem abaixo as fotos do início do nosso "The Search" realizado neste domingo.

O intuito da nossa expedição foi o de conhecermos um novo pico, e explorarmos a possibilidade de encontrar boas ondas longe dos tradicionais picos de surf que frequentamos. O pico escolhido foi uma bancada de corais no meio do mar aberto, para onde fomos liderados pelo Comandante Bruninho. 

Saímos de casa às 4h da madruga e seguimos à praia de onde pegaríamos o barco. Logo ao chegarmos, vimos que o tempo estava totalmente fechado, de um jeito que não dava pra ver nada no horizonte em função da chuva. Isso, por si só, já me deixou meio cabreiro, porque vocês sabem que não sou o maior fã de barcos da turma. Já comecei a marear a partir daí !

Paramos eu, Lipe e Danielsson para observar dois picos clássicos, que quebram no lugar de onde partiríamos com o barco, e vimos muita movimentação e váááárias ondas quebrando perfeitas. Ficamos animados !

Logo depois chegou o resto da barca - o Comandante Bruninho, Nhonho e Pé da Besta. Os cara já chegaram numa animação da peste, ajudando a expulsar a falta de ânimo que o medo de marear estava me causando.

Entramos no barco debaixo de uma chuva torrencial, mas com um terral forte e limpo. Ao sairmos do praia, novamente vimos os picos próximos quebrando de forma absurdamente fantástica. Terral total, com alguns tubos rolando. Ficamos mais ansiosos !

A ida no barco foi muito tranquila, o terral estava ajudando. Demoramos aproximadamente uma meia hora pra chegarmos no pico. Ao chegarmos, vimos que a maré ainda não estava suficientemente baixa para definir bem o pico, porém já rolavam algumas boas ondas.

Esperamos alguns minutos dentro do barco - um tormento para mim - e, quando o pico ficou mais definido e as ondas mais alinhadas, o Comandante Bruninho pulou do barco em busca das ondas e eu, já doido pra surfar e me esquecer da vertigem, pulei logo atrás. Os demais permaneceram no barco - a exceção de Ninho, que veio em seguida.

Remamos brevemente até chegar no pico e ficamos um tempinho identificando a formação das ondas, a localização das pedras (que formavam uma parede de frente conosco e nos obrigava a fazer toda a linha da onda sem erros), e tomamos consciência do que teríamos que fazer para um surf casca, porém seguro.

Fui o primeiro a me jogar, pegando uma bela esquerda que fechou a sessão na minha frente, mas que com a força da cavada consegui passar, voltar pra linha, e com boa velocidade concluir a onda. Felicidade de completar a primeira !!!

A partir daí, Pé de Bombo veio também pro mar e todos pegamos várias boas ondas.

Destaque que na minha terceira onda, meio cascuda, o lip me segurou e não consegui dropar. Resultado: minha cordinha soltou e perdi a prancha em alto mar. Pense numa bronca !!! Levei uma vaca razoável, mas procurei manter a calma e também demonstrar para os amigos e meu irmão que eu estava bem. Remei na lateral para o canal e saí da Zona de Impacto, quando Ninho veio pra me ajudar. Fiquei boiando e vendo minha prancha se perder na direção das pedras e pensei triste que perderia não só a prancha (nova) como também o resto do surf nesta expedição. Frustração, mas alívio por ter saído bem daquela situação. Me alegrei quando vi que, mais uma vez, Pé estava vindo salvar meu surf. Ele conseguiu pegar a prancha e vinha trazendo pra mim. Show de bola ! Só tive que voltar ao barco para mudar de cordinha. Cansei, mas continuei surfando.

Outro destaque foi o fato de Lipe ter aprendido com a experiência da Costa Rica, e desta vez  ter respeitado seus limites no mar. Resolveu ficar no barco e depois até saiu pra pescar polvo com o pescador. Eu - irmão mais velho - achei ótimo !

Já nosso destemido amigo Danielsson surpreendeu ! Quando todos nós já tirávamos onda e penssávamos que ele não iria cair no mar, vimos ele vindo junto com Pé de Bombo surfar na segunda metade da session. Ele tava meio noiado, mas pegou suas ondas e marcou sua presença. É isso aí, velho, a cada nova caída você ganha confiança e solta mais o surf ! 

Pé mais uma vez arrebentou - nem precisava dizer, né !?. Pegou várias, e algumas meio insanas que até ele mesmo se proibiu de repetir.

Ninho mandou uma rasgada memorável, que todos comemoramos, e pegou muitas ondas boas.

Comandante Brunílton deu show de front e pegou altas.

E eu peguei algumas boas ondas também.

É isso ! No final da expedição, voltamos no barco cada um com a satisfação de um belo dia de surf, com muitas ondas casca, aventura e boa companhia dos amigos. Lobo Surf Club atacando mais um pico !

Embora nosso grande fotógrafo Danielsson tenha se esmeirado ao máximo, as fotos não saíram ideais devido ao grande balanço do barco.

No final, comemos um belo churras preparado por Lipe em nossa casa, perto do local do desembarque.

Que venham outros The Search !!!

Abraços, LULA.

OBS: nem precisa dizer que voltei vomitando, né ????










2 comentários:

  1. Porra Lula, massa...Por um lado foi bom não ter ido...já que iria fazer companhia a lipe pescando polvo kkkk...mas iria valer pela trip.
    Na proxima eu irei.

    ResponderExcluir
  2. Alexandre "XuXa"25 de maio de 2009 06:49

    Vamos logo marcar essa próxima!!!!! ahahahaha!!!

    ResponderExcluir